Pai Nosso

Bentham nosso, que estais no zero absoluto,
Popularizado seja o vosso nome
Venha a nós o bem-estar supremo,
Seja feito o vosso ideal,
Assim entre os humanos como entre os animais
 
A utilidade nossa de cada dia nos dai hoje
Perdoai-nos os nossos maus cálculos felicíficos,
Assim como nós perdoamos a má-fé alheia
E não nos deixeis cair em tribalismo,
Mas livrai-nos do mau senso comum
 
Amém! 

 

No comments: